Em Residência de Ana Efe, Carla Cruz e Luísa Sequeira.

Este sábado, dia 19 Fevereiro, a Sput&nik theWindow inaugura às 16h30, a exposição Em Residência de Ana Efe, Carla Cruz e Luísa Sequeira.This Saturday, February 19th at 4.30pm, 

Sput&nik theWindow opens In Residency by Ana Efe, Carla Cruz and Luísa Sequeira. Join us!!

Sput&nik theWindow opens In Residency by Ana Efe, Carla Cruz and Luísa Sequeira. 

Em Residência 

Trata-se de uma residência artística a seis mãos, na galeria Sput&nik theWindow, que reúne o trabalho de Ana Efe, Carla Cruz e Luísa Sequeira. 

Através de vivências, de linguagens poéticas, do habitar coletivo de um espaço. 

Partiu do desejo de fazer juntas

Partiu dos arquivos pessoais

Seguiu numa imagem gravada num diapositivo que fez uma viagem ao equador e regressou mudada

mudámos-nos com ela 

Um dia acordei e refleti.

Sabendo o que eu sei,

O que farei agora?

Não basta ser antissexista e antirracista,

Afinal também é preciso ser antiespecista.

Somos corpos em construção

Corpos reprodutores

Que buscam origens através de memórias 

Corpos ancestrais marcados por invisibilidades    

Mulheres-memória        

Bienal Internacional Kaunas

Trabalhos de Luísa Sequeira em exposição na Bienal Internacional Kaunas, com curadoria de Curadoria de Benedetta Carpi De Resmini, inserido na para a exposição Landed do MagiC Carpets /Kaunas 2022, Capital Europeia da Cultura

Kaunas é uma das Capitais Europeias da Cultura 2022

Luísa Sequeira Flag_by Gintarė Žaltauskaitė_Courtesy Kaunas Biennial 

Bandeira “Buraco Negro”

“Buraco Negro”, é uma bandeira criada para a 13th Kaunas Biennial.  Um projeto artístico que  se integra no meu trabalho de constelação cosmopoética.

Buraco Negro de Luísa Sequeira

Născută em exibição no parque Ramybes Park. Através de um QR Code é possível ver o filme.O código de ativação está situado ao lado da estátua “Mother of Those Who Perished for Freedom of Lithuania”. O Parque Ramybė ( Parque da Paz ou Tranquilidade) é um parque público em Kaunas Kaunas, Lituânia, estabelecido em 1959 no território do Antigo Cemitério da Cidade de Kaunas.

Ramybes Park Luísa Sequeira_Ph Paola Farfaglio_courtesy Latitudo Art Projects
Ramybes Park Luísa Sequeira_Ph Gintarė Žaltauskaitė _courtesy Latitudo Art Projects and Kaunas Biennial
Nascuta de Luísa Sequeira , Imagem: Ramybes Park Luísa Sequeira_Ph Gintarė Žaltauskaitė _courtesy Latitudo Art Projects and Kaunas Biennial

Născută de Luísa Sequeira

Sinopse: 

Uma imagem pode nos sussurrar uma história de amor?  Os cemitérios são lugares espectrais, de memória, ausência pelos que já não estão entre nós,  mas também são lugares de presença. As fotografias nas lápides, olham-nos e reivindicam uma memória. Inspirado no livro: Fragmentos do Discurso Amoroso,  de Roland Barthes, invoco um rastro, uma história…Născută, foi realizado durante uma residência artística em Slon na Roménia, no âmbito do “Magic Carpets”

Nascuta de Luísa Sequeira

VIDEOLATINAS

Mostra Videolatinas

Muito bom participar na ✨ Primeira ação presencial do Lux!! ✨ MOSTRA VIDEOLATINAS Abertura 18.12 a partir das 10h

Visitação de 18.12.2021 a 15.01.2022

Edifício Vera @edificiovera Rua Álvares Penteado 87 • 5º andar

Frame do vídeo ” Limite” de Luísa Sequeira . Videolatinas

Sessões:De quarta a sextaParte 1 • 09h e 16hParte 2 • 10h30 e 17h30Aos sábadosParte 1 • 10h e 14h

Com curadoria de Khadyg Fares @khadygfares e Vivian Berto @vi_kitsune , a mostra deriva do curso homônimo oferecido no Lux em 2021, que abordou histórica e conceitualmente a produção das artistas latinoamericanas da videoarte. A atividade gerou a proposição de produção e compartilhamento de obras recentes dos participantes, entre artistas iniciantes e consagrados. Apesar de seus trabalhos serem muitos diversos, é possível perceber vários pontos de convergência entre as obras, como o diálogo intenso com a historiografia das videoartistas latinoamericanas e principalmente a valorização do corpo, sobre o qual existem muitos conceitos sociais e culturais que merecem reflexões mais aprofundadas em tempos de exposição mediática superficial.

Conferência internacional

Conferência Internacional WOMANART

Mulheres, artes e ditadura. Os casos de Portugal, Brasil e países africanos de língua portuguesa
18 e 19 de novembro de 2021
Centro de Estudos Humanísticos
Universidade do Minho

http://ceh.ilch.uminho.pt/womanart/?cat=230

Mesa Redonda na conferência internacional
Ana Luísa Amaral (Escritora)
Ana Paula Ferreira (University of Minnesota)
Flávia Castro (Realizadora)
Luísa Sequeira (Realizadora)

Ellen Sapega (Universidade de Wisconsin-Madison) – moderadora

VIDEOLATINAS

VIDEOLATINAS | exposição coletiva online de videoarte .

Apresento o vídeo, “LIMITE” ao lado de artistas incríveis com trabalhos que exploram os desdobramentos da videoarte.

ARTISTAS: Beatriz Toledo Bianca Turner Camila Fontenele Carla Chaim Danilo Reis Emy Lobo Fernanda Pujol Gabriela De Laurentiis Helena Marc Luísa Sequeira Maíra Freitas Manuela Leite Márcia Beatriz Granero Railane Matos E Sabrina Xavier.

A exposição tem curadoria de Khadyg Fares e Vivian Berto e deriva do curso homônimo ministrado pelas curadoras e oferecido no Lux em 2021.

Videolatinas, frame do vídeo Limite de @luisasequeira

“Limite” – A mão que trespassa o limite, expõe a fissura, o gesto que revela o visível e se desdobra em outras camadas…

Exposição online VIDEOLATINAS De 16.11 a 19.12.2021

Link da exposição: https://www.luxespacodearte.art.br/videolatinas

Constelação Cosmopoética

Constelação cosmopoética é o resultado de um trabalho de investigação de Luísa Sequeira que explora as intersecções do cinema, fotografia e dos media emergentes.

Uma exposição que funciona como uma hiperligação que liga vários projetos e trabalhos realizados ao longo de vários anos. Filmes, documentários, vídeo arte, instalação, colagens e fotografias.

” Constelação Cosmopoética” de Luísa Sequeira

Mostra Fotograma

MOSTRA FOTOGRAMA no Shortcutz Porto
Com curadoria Luísa Sequeira inserida no MIP – Mês da imagem do Porto

Apresentação da sessão: Luísa Sequeira e Sama

Para Susan Sontag, “As fotografias podem ser mais memoráveis que as imagens em movimento, pois são uma nítida fatia do tempo, e não do fluxo”. Na mostra de cinema Fotograma, apresentamos um conjunto de curtas-metragens, que questionam e exploram as várias relações da fotografia, quer seja pela forma ou pelo conteúdo, que nos fazem reflectir sobre um cruzamento de fronteiras entre a fotografia e o cinema, o imóvel e os fotogramas animados, o material e o invisível.

Programação:

“Transimagem” de Patrícia Vieira Campos

“Quando a Luz se Apaga” de Tânia Prates

“Casas da Rua” de Ana Luísa Oliveira e Rui Oliveira

CINEVAGA

CINEVAGA,  é uma mostra de cinema inserida na  VAGA , Mostra de Artes e Ideias.  São quatro fins-de-semana cheios de teatro, performances, instalações, música, conversas e cinema, em colaboração com ex-alunas e ex-alunos da ACE – Escola de Artes.

O CINEVAGA está dividido em três sessões de cinema, uma sessão dedicada a filmes realizados com telemóvel, uma sessão com a parceria do Festival Super 9 Mobile Film Fest e apresenta filmes de cineastas realizados com mobile, a segunda sessão tem como tema central o arquivo e a memória e a última sessão é dedicada a filmes realizados no âmbito académico.

A programação do CINEVAGA é realizada pela cineasta e artista Luísa Sequeira.

CINEVAGA, mostra de cinema

Podem saber mais sobre os filmes neste link:

http://ace-tb.com/teatrobolhao/shows/cinevaga/