Quem é Bárbara Virgínia? no Festival Internacional de Cinema de Roterdão – IFFR 2018

O documentário Quem é Bárbara Virgínia?,  foi exibido  no Festival Internacional de Cinema de Roterdão, um dos mais prestigiados festivais de cinema independente e experimental do mundo.

Quem é Bárbara Virgínia foi exibido na secção Regained, que contempla filmes sobre o arquivo, a memória.

 

IFFR 2018 / Luísa Sequeira

Segundo a organização do Festival Internacional de cinema de Rotterdam o documentário de Luísa Sequeira ” tem uma pontuação melancólica maravilhosa,  que leva finalmente a sério o trabalho de Bárbara Virgínia ”

 

Who is Bárbara Virgínia? Quem é Bárbara Virginía? no IFFR 2018

IFFR 2018

According  the organization of the Rotterdam International Film Festival, Who is Bárbara Virgínia?  by Luísa Sequeira presents ” with a wonderful melancholy score, finally takes her seriously”  ( IFFR 2018)

 

Quem é Bárbara Virgínia? vence prémio para melhor documentário no Festival Caminhos do Cinema Português

O documentário Quem é Bárbara Virgínia?  de Luísa Sequeira venceu o prémio para melhor documentário no festival Caminhos de Cinema Português ( (Melhor documentário Universidade de Coimbra)

Who is Barbara Virginia? wins prize for best documentary at Caminhos do Cinema Português Festival.

Luísa Sequeira na entrega do prémio de melhor documentário 

 

 

Quem é Bárbara Virgínia? no Porto/Post/ Doc

Quem é Bárbara Virgínia? em exibição no festival Porto/ Post/ Doc  no cinema Passos Manuel.

Bárbara Virgínia foi a primeira cineasta portuguesa a realizar uma longa-metragem. Na jornada de descoberta desta personagem histórica, Luísa Sequeira revê a história do cinema português e a forma como uma mulher conseguiu, ainda que apenas em parte, desafiar as convenções do seu tempo.

Bárbara Virgínia was the first Portuguese woman filmmaker to make a feature film. In the journey of discovery of this historical character, Luísa Sequeira reviews the history of Portuguese cinema and the way a woman managed, though only partially, to challenge the conventions of her time.

Notícias na imprensa brasileira sobre o filme: Quem é Bárbara Virgínia?

Poster do filme Quem é Bárbara Virgínia? de Luísa Sequeira

Notícias na imprensa brasileira:

Folha de São Paulo 

Mulher No Cinema / Diário da Mostra: críticas de filmes dirigidos e estrelados por mulheres

“O documentário da diretora Luísa Sequeira se insere em um crescente movimento que busca recuperar a história de mulheres pioneiras do cinema (e de outras áreas também). Conforme responde à pergunta do título, o filme também mostra o quão espantoso é o fato de o nome Bárbara Virgínia ser tão pouco conhecido entre estudiosos e espectadores de cinema. Afinal, trata-se da primeira mulher a realizar um longa-metragem sonoro em Portugal e da única a realizar um filme durante a ditadura que vigorou no país.” Site Mulher no Cinema

Revista Cinema

“Luísa Sequeira já havia realizado um curta – “Os Cravos e a Rocha” – que colocava lusitanos e brasileiros em diálogo. Neste filme, a diretora reencontra Glauber Rocha envolvido com a Revolução dos Cravos. Afinal, ele participou de documentário coletivo – “As Armas e o Povo” – realizado no justo momento em que os jovens Capitães de Abril derrubavam, em 1974, a ditadura salazarista.

Ao escolher Bárbara Virgínia como tema de seu primeiro longa-metragem, Luísa voltou a unir Portugal ao Brasil. Sua personagem é a atriz, locutora, declamadora e cineasta lusitana Maria de Lourdes Dias Costa, que adotou o nome artístico de Bárbara Virgínia. Ela viveu 60 de seus 92 anos no Brasil” Revista de Cinema / Brasil/ Maria do Rosário Caetano

Quem é Bárbara Virgínia na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Quem é Bárbara Virgínia? de Luísa Sequeira na Mostra de São Paulo

Bárbara Virgínia (1923-2015) foi a primeira cineasta portuguesa a realizar um longa-metragem e a única mulher a fazer um filme na época da ditadura de seu país, além de ser também a primeira diretora competindo na edição de estreia do Festival de Cinema de Cannes, em 1946. Nos anos 1950, Bárbara se mudou para São Paulo e não retornou a Portugal. Por que não fez mais filmes? Por que não voltou para o seu país de origem? Filmado entre Brasil e Portugal, o documentário acompanha a diretora Luísa Sequeira em busca de Bárbara Virgínia.

Mostra de São Paulo 

Bárbara Virgínia (1923-2015) was the first Portuguese filmmaker to make a feature film and the only woman to make a film at the time of the Portuguese dictatorship, as well as being the first female director competing in the first edition of Cannes Film Festival, in 1946. In the 1950’s, Bárbara went to live in São Paulo and did not return to Portugal. Why didn’t she make more movies? Why didn’t she come back to her country of origin? Filmed between Brazil and Portugal, the documentary follows the director Luísa Sequeira in search of Barbara Virginia.

 São Paulo International Film Festival also known internationally as Mostra de São Paulo