filme “Os Cravos e a Rocha” no Shortcutz Ovar

Dia 26 de Abri às 22 horas no Museu de Ovar

“Os Cravos e a Rocha” no Shortcutz Ovar

Filme ” Os Cravos e a Rocha” de Luísa Sequeira

A convidada da sessão do Shortcutz Ovar  é Luísa Sequeira, realizadora e programadora do Shortcutz Porto, com a curta-metragem “Os Cravos e a Rocha”, integrando o programa CurtaDELAS.

Os realizadores estarão presentes para conversa com o público.

Who is Bárbara Virgínia? at Frames – Portuguese Film Festival

Who is Bárbara Virgínia? by Luísa Sequeira  at Frames – Portuguese Film Festival

The theme for 2018 is Frames On Women.
An edition that brings women to the foreground.

Sabrina Marques interview Luísa Sequeira at Frames

The 5th edition of Frames – Portuguese Film Festival casts the light on women.
Frames On Women is firstly about the complex problem of the representation of women in film and, secondly, about giving fair visibility to women through Portuguese cinema. Considering the vast majority of contemporary cinematic depictions is still linked to the male gaze, it is imperative to counteract it. This edition features therefore a selection of films from women and/or about women, placing the female gender on the foreground.

Quem é Bárbara Virgínia? no festival Frames na Suécia

O documentário Quem é Bárbara Virgínia? vai estar no Frames, Festival de cinema que decorre na Suécia.

 

Quem é Bárbara Virgínia? no festivalFrames

 

In March 2018, Frames – Portuguese Film Festival is heading to its fifth edition under the theme Frames On Women. This edition is all about bringing forward the complex problem of the representation of women in film and giving fair visibility to women through Portuguese cinema.

A documentary about the first woman to direct a film in Portugal, in the 1940s, who was also the first woman to compete with a film at Cannes, in 1946 – “Três Dias sem Deus”, of which 26 silent minutes are left.Screening

16 March 19h00 | Stockholm | Klarabiografen
Interview with Luísa Sequeira (by Sabrina D. Marques)

Quem é Bárbara Virgínia? vence prémio para melhor documentário no Festival Caminhos do Cinema Português

O documentário Quem é Bárbara Virgínia?  de Luísa Sequeira venceu o prémio para melhor documentário no festival Caminhos de Cinema Português ( (Melhor documentário Universidade de Coimbra)

Who is Barbara Virginia? wins prize for best documentary at Caminhos do Cinema Português Festival.

Luísa Sequeira na entrega do prémio de melhor documentário 

 

 

Quem é Bárbara Virgínia? no Porto/Post/ Doc

Quem é Bárbara Virgínia? em exibição no festival Porto/ Post/ Doc  no cinema Passos Manuel.

Bárbara Virgínia foi a primeira cineasta portuguesa a realizar uma longa-metragem. Na jornada de descoberta desta personagem histórica, Luísa Sequeira revê a história do cinema português e a forma como uma mulher conseguiu, ainda que apenas em parte, desafiar as convenções do seu tempo.

Bárbara Virgínia was the first Portuguese woman filmmaker to make a feature film. In the journey of discovery of this historical character, Luísa Sequeira reviews the history of Portuguese cinema and the way a woman managed, though only partially, to challenge the conventions of her time.

Quem é Bárbara Virgínia na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Quem é Bárbara Virgínia? de Luísa Sequeira na Mostra de São Paulo

Bárbara Virgínia (1923-2015) foi a primeira cineasta portuguesa a realizar um longa-metragem e a única mulher a fazer um filme na época da ditadura de seu país, além de ser também a primeira diretora competindo na edição de estreia do Festival de Cinema de Cannes, em 1946. Nos anos 1950, Bárbara se mudou para São Paulo e não retornou a Portugal. Por que não fez mais filmes? Por que não voltou para o seu país de origem? Filmado entre Brasil e Portugal, o documentário acompanha a diretora Luísa Sequeira em busca de Bárbara Virgínia.

Mostra de São Paulo 

Bárbara Virgínia (1923-2015) was the first Portuguese filmmaker to make a feature film and the only woman to make a film at the time of the Portuguese dictatorship, as well as being the first female director competing in the first edition of Cannes Film Festival, in 1946. In the 1950’s, Bárbara went to live in São Paulo and did not return to Portugal. Why didn’t she make more movies? Why didn’t she come back to her country of origin? Filmed between Brazil and Portugal, the documentary follows the director Luísa Sequeira in search of Barbara Virginia.

 São Paulo International Film Festival also known internationally as Mostra de São Paulo